Você Gostaria de ser Padre?

Esse é o título do livrinho que eu li na minha infância e que ajudou a despertar em mim o desejo de ser padre, lampejos do chamado divino, a minha vocação para o sacerdócio.

Nesse livrinho, ilustrado com figuras coloridas, havia os grandes incentivos, para o sonho de ser padre: “você batizará, você perdoará os pecados, você instruirá o povo nos caminhos de Deus, você celebrará a Santa Missa e distribuirá a Sagrada Comunhão, você abençoará o matrimônio, dará a bênção às famílias, aos jovens, às crianças, você assistirá aos enfermos, você consolará as pessoas, você dará o catecismo às crianças e jovens, você ajudará Jesus na obra da Redenção, distribuindo a sua graça e os seus ensinamentos”… !

Que beleza! Que encanto! Que sonho! E eu ia imaginando que, sendo padre, eu salvaria muitas almas, e a minha, sobretudo; minhas mãos seriam consagradas e que tudo o que eu abençoasse seria abençoado; que eu emprestaria a minha língua e voz a Jesus para que ele falasse por mim; que eu seria o seu embaixador e ministro; que eu seria, enfim, um outro Cristo!

Claro! Ser padre é isso: levar Jesus às almas e as almas a Jesus!

Você será como Nossa Senhora, que nos deu Jesus!

Jesus quis precisar de nós, para ajuda-lo nesse ministério: “A messe é grande, mas os operários são poucos”, disse Jesus vendo as multidões e enchendo-se de compaixão por elas, pois eram como ovelhas que não têm pastor (cf. Mt 9, 37).

“O sacerdote é o amor do Coração de Jesus! Se nós compreendêssemos o que é o padre, nós morreríamos, não de medo, mas de amor” (São João Maria Vianney).

Aos que me perguntam o que eu seria, se não fosse padre, eu respondo: “Se eu não fosse padre, eu entraria no Seminário para ser padre, pois é a melhor coisa que existe neste mundo!”

A você, jovem, menino, que acaba de ler este texto, eu pergunto:

“E você?! Não gostaria de ser padre?!”

                   Dom Fernando Arêas Rifan

Bispo da Administração Apostólica São João Maria Vianney,

que um dia, quem sabe, te ordenará padre!

Artigo publicado na Revista Vem e Segue-me, ano 15 nº 13

6 opiniões sobre “Você Gostaria de ser Padre?

  • 14 de novembro de 2018 em 16:43
    Permalink

    Em 2005, quando eu tinha 15 anos fui procurar o meu pároco para pedir uma carta de recomendação para que eu pudesse fazer experiência vocacional no seminário ele falou que eu não tinha saúde para ser padre.
    Mesmo sem saúde tive que continuar a trabalhar eu comecei a trabalhar desde 14 anos para ajudar em casa e muitas vezes deixei de estudar por conta da situação financeira e outras coisas mais, depois de alguns anos eu me casei e o mesmo padre que negou de eu fazer experiência vocacional ele também disse(pensou) na época do casamento que meu casamento não duraria mais que quatro anos,meu casamento acabou durando 2 anos e meio.
    hoje eu sofro de depressão e síndrome do pânico.

    Resposta
    • 15 de novembro de 2018 em 21:12
      Permalink

      A culpa não foi do Padre. Procure um médico.

      Resposta
  • 14 de novembro de 2018 em 16:44
    Permalink

    Eu quero, ser padre! Tenho 14 anos e desde os 8 Deus conversa comigo e me encaminha cada vez mais na vocação do sacerdócio. Daqui uns anos tenho certeza que estarei de batina!

    Resposta
  • 28 de novembro de 2018 em 16:33
    Permalink

    Boa tarde salve Maria Santíssima estou entrando em contato com vocês pois desejo fazer acompanhamento vocacional dês de pequeno desejo ser padre tradicional viver uma vida totalmente voltada ao santo sacrifício de Cristo

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.